Morte de pastor brasileiro pode ter sido por comer carne estragada

  • 02.10.2013
  • Local
Em uma rede social na internet, amigos e parentes deixaram dezenas de mensagens de despedida e lembraram a importância de Júlio para a comunidade brasileira em Massachusetts.

Da redação -A família do Pastor Júlio Neris acredita que ele tenha sido infectado no dia 7 de setembro após comer uma comida estragada em um restaurante na cidade de Framingham

No sábado (28), a comunidade brasileira de Framingham (Massachusetts) perdeu uma de moradores mais queridos. O Pastor Júlio Neris, 51 anos, morreu no Quincy Hospital, supostamente vítima de uma bactéria que teria se alojado em seu estômago no dia 7 de setembro. Alguns amigos da família disseram que a necropsia foi feita na terça-feira (01) e que em dias semanas sai o resultado.

Familiares afirmam que o pastor começou a passar mal depois de comer uma carne que supostamente estaria estragada. “Depois do dia 7, a saúde dele começou a piorar”, disse um amigo. “Não podemos acusar o restaurante por enquanto. Devemos aguardar o laudo médico”, continua.

Júlio era natural do Rio de Janeiro e estava casado havia 27 anos com Marizete Silva. O pastor deixou também sua mãe, três irmãos, Carlos Neris de Framingham, Marco e Mario Neris, ambos de Brasília, Brasil e uma irmã, Maria Neris, de Framingham, e tias, tios, sobrinhos e sobrinhas, incluindo Rebecca N. Rezende e Carlos Neris, Jr. ambos de Framingham.

Júlio Neris se graduou na escola Santa Mônica, em Rio de Janeiro, em 1979, e mais tarde recebeu o diploma de bacharelado em Direito pela Universidade SUESC, e depois o mestrado pela GAMA. Também ganhou o diploma de bacharel e mestrado em Teologia pela Gordon College, em Boston.

Depois de se formar na faculdade de Direito, tornou-se um advogado, enquanto vivia no Brasil. Após se mudar para Massachusetts, o pastor começou um trabalho de espalhar a Palavra de Deus através da sua Igreja e foi um excelente músico.

Gravou dois CDs de música evangélicas e era bem conhecido em toda a comunidade. Em seu tempo livre, Julior Neris gostava de fotografia, blogs e futebol. Ele será lembrado por seu amor pela vida e atitude positiva. Ele era muito orgulhoso de ser um cidadão dos EUA e era politicamente ativo, conforme relata alguns amigos.

Em uma rede social na internet, amigos e parentes deixaram dezenas de mensagens de despedida e lembraram a importância de Júlio para a comunidade brasileira em Massachusetts.

O culto fúnebre acontece na Igreja Batista Renovada, nesta quarta-feira (02), e o sepultamento será no Edgel Grove Cemetery, na quinta-feira (03). O local do velório é 48 Clinton Street, Framingham (MA) e o sepultado será no 53 Grove Street, também em Framingham.

  • ANUNCIE AQUI

  • ANUNCIE AQUI